quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Mudanças....


Rumo Dos Ventos

A toda hora rola uma história
Que é preciso estar atento
A todo instante rola um movimento
Que muda o rumo dos ventos
Quem sabe remar não estranha
Vem chegando a luz de um novo dia
O jeito é criar um outro samba
Sem rasgar a velha fantasia

Mulher é isso aí
Só existe a gente mesmo
Levando um barco pesado
Apesar do agitado mar
Sem a lua e seu encanto
Ao sabor da ventania
Mesmo no gelo da noite
Meu coração não esfria
E quando o vendaval passar
Acharemos uma ilha
E até quando Deus deixar, mulher
Iremos tocando a vida



A sociedade atual passa por uma situação gerada pelo avanço da ciência e da  tecnologia. Mudaram os tempos e as necessidades. Sendo assim, não temos como trabalhar uma educação que não esteja de acordo com o contexto em que vivemos, com as mudanças que vivenciamos. A escola que ainda persiste não satisfaz mais às necessidades educacionais. Faz-se necessário um novo currículo, voltado para as reais premências da escola e dos nossos alunos. Em fim, precisamos mudar a escola, mudar as formas de ensinar e de aprender, precisamos de um novo perfil de professor para um novo perfil de aluno existente.

A mudança se faz necessário



 É notória a invasão das tecnologias da informação na vida dos nossos alunos. Com a facilidade do acesso à internet, eles estão perdendo o interesse pela escola, porque na verdade, o que ele aprende com as tecnologias e internet em casa, na rua, nas lan houses é mais atrativo do que o que ele costuma ver na sala de aula. O uso dos computadores e internet permite ao aluno a autonomia no aprender. A diversidade e a troca de informações possibilitam uma aprendizagem mais agradável, atrativa, o que vem colaborando para o desprezo pela escola por parte dos alunos. A escola não está conseguindo acompanhar os ritmos dos alunos, que estão muito mais interessados em acompanhar o ritmo da novas tecnologias. Por isto, concordo com Pedro Demo quando diz que se faz necessário uma mudança, que deve acontecer primeiro no professor, pois a mudança adentra a escola através dele. Essa mudança deve permitir uma restauração nas nossas escolas de maneira a desenvolver uma forma de aprendizado diferente com essa nova linguagem do século XXI- tecnologia e internet.

III AMOSTRA DE CINEMA DE CURRAIS NOVOS







Os professores  da Escola Municipal Ausônio Araújo também participaram das atividades culturais. Vejam as fotos do espetáculo Branca de Lua e os Sete Baixinhos

domingo, 28 de outubro de 2012

Unidades de ensino recebem recursos para obras e material


O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) transferiu nesta quinta-feira, 25, R$ 50,7 milhões do Programa Dinheiro Direto na Escola  (PDDE) para unidades executoras – conselhos escolares, caixas escolares ou associações de pais e mestres – de escolas públicas de todo o Brasil. Os recursos estarão disponíveis nas contas correntes dos beneficiados na próxima segunda-feira, dia 29. O FNDE informa, via internet, o montante repassado para cada unidade de ensino.
Nessa transferência financeira, escolas municipais e estaduais da Bahia foram as mais beneficiadas, com repasse total de R$ 10 milhões. Em seguida, destacam-se as transferências para unidades de ensino de Pernambuco (R$ 6,3 milhões), Maranhão (R$ 5,7 milhões) e Pará (R$ 4,2 milhões).  
Criado em 1995, o PDDE tem a finalidade de prestar assistência financeira, em caráter suplementar, às escolas da rede pública de educação básica e às escolas privadas de educação especial mantidas por  entidades sem fins lucrativos. O objetivo é promover melhorias na infraestrutura física e pedagógica das unidades de ensino e incentivar a autogestão escolar.
Os recursos destinam-se a pequenos reparos e manutenção da infraestrutura das unidades de ensino, ou para a compra de material de consumo e de bens permanentes, como geladeira e fogão. Ao longo dos anos, novas ações foram incorporadas e, hoje, também financia a educação integral e o funcionamento das escolas nos fins de semana.
O orçamento do programa para este ano é de R$ 2 bilhões. No ano passado, o FNDE repassou R$ 1,5 bilhão em benefício de mais de 137 mil escolas. 

Assessoria de Comunicação Social do FNDE
Acompanhe os repasses no portal eletrônico do FNDE 

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

EDUCAÇÃO SUPERIOR


 Ministro defende política de cotas para reduzir a desigualdade no país 
A dificuldade de acesso à educação superior é um dos sintomas da desigualdade social do Brasil, avaliou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, durante a abertura da 82ª Reunião Ordinária do Conselho de Reitores de Universidades Brasileiras (Crub), na manhã desta quarta-feira, 24. Participam da reunião reitores de instituições públicas, privadas e comunitárias.
Ele observou que a população negra representava 4% das matrículas em 1997, passando a 19,8% em 2011. Ações como o Programa Universidade Para Todos (ProUni), que já ofereceu mais de 1 milhão de bolsas a estudantes de baixa renda, e o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), que expandiu e interiorizou a educação pública, contribuíram para aumentar o acesso dessa população ao ensino superior, disse Mercadante.
 Para o ministro, as políticas de acesso foram fundamentais para o crescimento da educação superior no Brasil, que passou de 2 milhões de matrículas em 1998 para mais de 6,7 milhões no ano passado. “O crescimento na última década foi induzido por políticas muito consistentes, como o ProUni, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o aumento das vagas nas universidades públicas”, afirmou.
Mercadante defendeu a Lei de Cotas, recentemente aprovada, que garante a reserva de 50% das matrículas por curso e turno nas universidades federais e institutos federais de educação, ciência e tecnologia para alunos oriundos do ensino médio público, em cursos regulares ou da educação de jovens e adultos. A lei será implantada progressivamente e deverá vigorar integralmente em quatro anos.
Ele também alertou os reitores para a necessidade de que as universidades se preparem para receber estudantes provenientes de escolas públicas, conforme determina a Lei de Cotas, recentemente aprovada. Ele lembrou ainda que o orçamento do MEC para assistência estudantil passou de R$ 25 milhões em 2008 para R$ 520 milhões em 2012. Para o próximo ano o valor destinado ao acolhimento dos estudantes chegará a R$ 600 milhões.
 O Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras reúne 152 universidades públicas, privadas e comunitárias de todas as regiões do país. A superação dos desafios na educação superior brasileira frente às atuais políticas públicas e programas em desenvolvimento é o tema desta 82ª reunião ordinária da entidade, nesta quarta e quinta-feira, 24 e 25 de outubro. 

Quarta-feira, 24 de outubro de 2012 - 15:30

Assessoria de Comunicação Social
 Fonte: portal.mec.gov.br

segunda-feira, 22 de outubro de 2012


SALÁRIO EDUCAÇÃO



Estados e municípios recebem repasse total de R$ 717 milhões
Recursos de R$ 717,65 milhões estão à disposição de estados, distrito federal e municípios desde quinta-feira, 18. O repasse refere-se à parcela de setembro do salário-educação. São R$ 359,27 milhões para os municípios e R$ 358,38 milhões para estados e DF.

A transferência de recursos é feita mensalmente pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Este ano, ela chega a R$ 6,6 bilhões. Estados, DF e municípios usam as cotas do salário-educação para financiar iniciativas e programas de educação básica pública.

Salário-educação — Valores referentes a 2012
Municípios
(em R$)
Estados e DF
(em R$)
Total
(em R$)
Janeiro
577.193.463,08
583.598.246,59
1.160.791.709,67
Fevereiro
346.601.948,37
340.914.421,49
687.516.369,86
Março
338.197.515,29
333.429.437,81
671.626.953,10
Abril
334.481.881,19
333.989.547,91
668.471.429,10
Maio
347.732.020,77
331.728.364,50
679.460.385,27
Junho
351.333.396,90
345.334.568,87
696.667.965,77
Julho
348.570.730,85
342.702.855,29
691.273.586,14
Agosto
357.704.846,60
352.572.197,15
710.277.043,75
Setembro
359.273.315,89
358.385.901,68
717.659.217,57
Total
3.361.089.118,94
3.322.655.541,29
6.683.744.660,23

Distribuídas com base no número de estudantes, as cotas estaduais e municipais são transferidas mensalmente para as secretarias de Educação. A cota federal é aplicada pelo FNDE em iniciativas destinadas a reduzir os desníveis socioeducacionais entre estados e municípios.

Os valores transferidos podem ser conferidos na página do FNDE na internet.

Assessoria de Imprensa do FNDE
 Fonte: portal.mec.gov.br

Professoras curraisnovenses destacam-se no Proletramrento em nível nacional


O relato intitulado “Aula de Campo: diferentes práticas de letramento presentes no Campo”, das professoras Maria Albineide de Souza e Iranilda de Santana Silva, fará parte  do material para formação de professores alfabetizadores, a ser utilizado nos cursos do Programa Nacional de Formação de Professores, do Ministério da Educação. O mesmo foi escrito no período em que as professoras desenvolveram  uma atividade exigida no curso Proletramento/2012. Parabéns, isso é valorização!


segunda-feira, 15 de outubro de 2012

O VALOR DE SER EDUCADOR.wmv

BLOG DA TURMA DO PROINFO

QUERIDOS VISITANTES,VISITEM TAMBÉM
 LÁ VOCÊS  ENCONTRARÃO  RELATOS DE ATIVIDADES,
PROJETOS,REGISTROS DIGITAIS DE ATIVIDADES,
FOTOGRAFIAS, TEXTOS DO SEU INTERESSE E MUITO MAIS.

LETRA DO VÍDEO: UM BOM PROFESSOR

UM BOM PROFESSOR, UM BOM COMEÇO

 A base de toda conquista é o professor 
A fonte de sabedoria, o professor 
Em cada descoberta, cada invenção 
Todo bom começo tem um bom professor 

No brilho de uma ferrovia
 (um bom professor) 
No bisturi da cirurgia
 (um bom professor) 
No tijolo, na olaria, no arranque do motor 
Tudo que se cria tem um bom professor 

No sonho que  se realiza 
(um bom professor) 
Cada nova ideia tem um professor 
O que se aprende, o que se ensina
 (um professor) 
Uma lição de vida, uma lição de amor

 Na nota de uma partitura, no projeto de arquitetura 
Em toda teoria, tudo que se inicia 
Todo bom começo tem um bom professor 
Tem um bom professor 

Clique aqui para assistir ao video: UM BOM PROFESSOR

15 DE OUTUBRO, DIA DO PROFESSOR!


Senhor!
Deste-me a vocação de ensinar e de ser professor.
É meu compromisso educar,
comunicar e espalhar sementes, 
nas salas de aula da escola da vida.

Eu te agradeço pela missão que me confiaste
e te ofereço os frutos de meu trabalho.

São grandes os desafios no mundo da educação, 
mas é gratificante ver os objetivos alcançados, 
na trajetória para um mundo melhor.

Quero celebrar a formação de cada aprendiz 
na felicidade de ter aberto um longo caminho.

Quero celebrar as minhas conquistas 
exaltando também o sofrimento que me fez crescer e evoluir.

Quero renovar cada dia a coragem de sempre recomeçar.
Senhor! Inspira-me na minha vocação de mestre e comunicador.
Dai-me paciência e humildade para servir,
  procurando compreender profundamente as pessoas que a mim
 confiaste. Ilumina-me para exercer esta função com amor e carinho.

Obrigado, meu Deus,  pelo dom da vida e 
por fazer de mim um educador hoje e sempre.

 Amém!



domingo, 14 de outubro de 2012

SEMANA DA CRIANÇA DO AUSÔNIO ARAÚJO

OS PROFESSORES RESOLVERAM FAZER UM ESPETÁCULO PARA TURMA COM A SÁTIRA BRANCA DE LUA E OS SETE BAIXINHOS,DA XUXA. ELES FICARAM ENCANTADOS!

VEJAM AS FOTOS
O ELENCO DE BRANCA DE LUA

A BRUXA MEGERA

 
ENCENANDO
 
BRANCA DE LUA ATÉ PARECE EMÍLIA

BRUXA FAZENDO ENCANTO

O PRÍNCIPE,UM BAIXINHO E A BRUXA

PROJETO :ELEIÇÕES,CIDADANIA EM AÇÃO

ESTE É O PROJETO QUE REALIZEI NA ESCOLA AUSÔNIO ARAÚJO DURANTE AS ELEIÇÕES. APROVEITEI ALGUMAS COLABORAÇÕES DE OUTROS BLOGS.


PROJETO DE TRABALHO: ELEIÇÕES, CIDADANIA EM AÇÃO
PÙBLICO ALVO: ALUNOS DO 4º E 5º ANO
COORDENAÇÃO:  DIREÇÃO ,SUPERVISÃO E PROFESSORES
PERÍODO: 24/09 A 04/10

JUSTIFICATIVA

A cidadania só tem sentido como testemunho e prática de conhecimentos que levam à ação. É urgente levantar as bandeiras cidadãs da preservação ambiental, dos direitos humanos, da incorruptibilidade, da paz, enfim, quantas forem necessárias para formarmos cidadão consciente do seu papel na sociedade e comprometido com a transformação de nosso país em uma “casa” boa de viver.
Aprender a mobilizar conhecimentos para fazer intervenções solidárias na realidade é um direito dos nossos alunos. Respeitá-los como cidadãos é franquear a eles a porta do universo cognitivo e afetivo: o conhecimento significativo.
OBJETIVOS
 -Despertar a consciência cidadã das crianças participantes do projeto;
- Proporcionar aos alunos oportunidades para que possam pensar questionar, criticar, dar opiniões do que seria preciso mudar para que possamos viver num país e num estado ou numa cidade melhor;
- Incentivar o aluno, desde já, a participar da política de forma ativa, mostrando a importância de bons governantes para qualquer país;
- Observar de forma crítica as promessas dos candidatos, verificando se realmente há possibilidade de cumpri-las;
- Incentivar a conversa em família sobre a política, ajudando os pais a escolherem seus candidatos, alertando os mesmos para políticos corruptos que estão concorrendo a cargos públicos;
-Conhecer o significado do voto consciente;
- Ajudar na formação de cidadãos conscientes de suas potencialidades, conhecedores de seus direitos e responsabilidades;
- Respeitar as opiniões dos colegas de intercâmbio e da escola fazendo comentários construtivos sobre suas produções textuais;
- Estimular o exercício de cidadania quanto à realidade que vivemos e nossa responsabilidade enquanto agentes transformadores, tanto nas eleições, quanto no dia a dia da sociedade;
SUGESTÕES DE ATIVIDADES

Língua Portuguesa
Expressão oral(discursos)
Leitura de textos reflexivos sobre a  cidadania
Leitura de textos reflexivos sobre o voto consciente
Interpretação de sarjes sobre política
Leitura e escrita informal;
Elaboração de discursos;
Produção de textos.
Artes: Confecção de cartazes, faixas para a campanha, urnas, , Cédula Eleitoral, Título de Eleitor, bandeirinhas, “santinhos”, jingles
História/Geografia: História das eleições, estudo das atribuições do poder executivo e legislativo;  poluição sonora e visual.
Matemática: Número de candidatos, de eleitores e de vagas; horários dos programas; datas e horários das eleições., problemas envolvendo número de pessoas em comícios, carreatas, etc...
Inclusão digital: gravação de vídeos, pesquisas na internet, digitação de projetos de governo, panfletagens, cartazes e fotografias.

CRONOGRAMA





24 a 28 de setembro

Leitura informativa sobre eleições, atribuições dos poderes executivo e legislativo.
Trabalho com sarjes
Produção de textos, paródias, jingles
Preenchimento do título do eleitor
Concurso de sarje sobre política
Atividades relacionadas
Escolha de candidatos para a eleição sendo prefeito e vice e dois vereadores por sala.
Elaboração das propostas do candidato, com ajuda da turma.



01 a 04 de outubro
Criação do slogan  do candidato e siglas dos partidos
Confecção de cartazes e “santinhos” 
Confecção de faixas
Confecção de bandeirinhas
Gravação do horário eleitoral gratuito 
Exibição do programa eleitoral no pátio 
Palestra para os eleitores na quinta-feira
Eleição na sexta- feira
Cerimônia de posse 


AVALIAÇÃO:
A avaliação será feita através da observação do desempenho do aluno durante a execução do projeto. Nesse sentido, observaremos o envolvimento, interesse, participação, assiduidade e desenvolvimento de habilidades relacionadas a produção e interpretação de textos.

CONCLUSÃO: ao término do projeto observamos a fascinação dos alunos pelas atividades desenvolvidas. A gravação do vídeo para horário político foi fundamental, porque eles próprios verificavam postura, linguagem, visual. O uso da internet foi fundamental nas pesquisas sobre problemas sociais. A exposição nas redes sociais foi um meio interessante para divulgar o projeto da escola.

VOCÊ ENCONTRARÁ FOTOS DESSE PROJETO NO BLOG DA TURMA DO PROINFO